Tô só divagando, seu moço

Moço,
Quando o céu acinzentar e a vida escorrer
Me leve daqui, pra junto de ti
Onde eu possa usar o vestido até o pé
Um laço ele tem, azul ele é

Ei, moço,
Não me esqueça aqui, senão eu choro por ti
E assim não sei nem que graça a vida tem
Quando a poeira baixar, juro, não vou reclamar
Pois tendo você eu só quero amar

Psiu, moço,
Quando a chuva cair em nossas cabeças
Me abrace bem forte, me dê sua mão
Vamos passear, só quero estar
Com você, meu bem, pra sempre, meu bem.

3 respostas para Tô só divagando, seu moço

  1. Dayane disse:

    Eu nunca tive dúvidas que você esconde algo na sua quietude de menina observadora… está aí, é a sensibilidade de uma poetiza!
    Adorei seus versos…
    Deu vontade de copiar e mandar para o meu amor… hehe
    Um beijo, querida=)))

  2. Luciene Câmara disse:

    Oi, Deby. Para compensar sua ausência nesta segunda-feira chuvosa pós-feriado de Páscoa, resolvi entrar no seu blog e eis que me deparo com esses versos. É incrível, mas sinto muito do “amor que tenho” pela “vida” e pelo “meu bem” nas suas palavras, são lindas naturalmente. Beijos e férias bem inspiradoras para você.

    • Débora Magalhães Valente disse:

      Lu, é sempre bom ler seus comentários por aqui. Apesar de não atualizá-lo com tanta frequencia, o blog é onde posso colocar para fora angústias, desejos e pensamentos, e é muito bacana saber que compartilhamos alguns desses “devaneios”.
      Super beijo

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: